Quais os valores de um motociclista?

motociclistas

Desde que me envolvi no meio motociclístico em 2004, mas precisamente me tornando PP dos Monges, convivi com pessoas que simplesmente respiravam motociclismo e dele tiravam sua dose diária de energia. Comecei a conhecer outros amantes destas máquinas sedutoras e em qualquer roda de motociclistas era fácil perceber a grande união em torno da paixão por motocicleta.

O que mais me chamou a atenção, era que para estes motociclistas não importava a cilindrada da moto, marca, cor ou modelo, se reuniam para estar juntos, marcar passeios e viagens próximas ou distantes. Até a condição social e financeira destas pessoas era diferente na maioria das vezes, mas estavam ali, juntas, sem distinção. O que movia todos era o simples prazer de estarem juntos na estrada. Passei a perceber e me encantar com a união, amizade, companheirismo, solidariedade e irmandade entre estas pessoas. Aprendi desde então, que estes eram os valores que deveria seguir.

Nas rodas de bate-papo, delirava com os casos das viagens, aventuras, amizades feitas e da forma com que os problemas de viagens eram resolvidos. Sempre tinha um irmão, assim denominados por muitos, que parava para ajudar simplesmente pelo prazer de socorrer um outro irmão motociclista. Deixá-lo na pior, sem socorro, era algo inaceitável e contra o código de conduta de um motociclista estradeiro. Passei a viajar junto com esta turma e descobri que não era história de pescador, a coisa realmente acontecia conforme os relatos que havia escutado.

Impossível não se apaixonar por estas aventuras, pela estrada, pela descoberta do novo diante de tal cenário, principalmente tendo certeza de que você não esta sozinho, pois mesmo em viagem solo, devidamente equipado e abrasado, você não é um na multidão, você é um motociclista que necessita de ajuda e mesmo sem precisar dela, ela aparece para saber se esta tudo bem e em ordem. Fiz bons amigos pelas estradas que percorri até então.

Atualmente, e olhem que não tem muito tempo, de 2004 até hoje, são apenas 7 aninhos, sinto que as coisas estão mudando. As vezes penso que o tempo de ouro do motociclismo foi vivido em toda sua plenitude pelos amigos jurássicos (como o João Cruz por exemplo – sempre leio seus contos no site viagemdemoto). Os valores citados acima, pareciam ser mais arraigados e de certa forma fazer parte da personalidade destes aventureiros sobre duas rodas.

Hoje, a cada passeio ou viagem acabamos por deparar com situações que fogem completamente ao espírito verdadeiro de um motociclista. Observo que é mais fácil ficar preso a papéis e normas que exercer a solidariedade e irmandade, é mais fácil acenar (talvez por educação apenas) do que parar e ver se seu irmão precisa de ajuda, andar na frente acelerado sem se preocupar com seu amigo que tem menos experiência ou que deseja curtir a viagem ou ainda não colocar em seu comboio um irmão que esta viajando sozinho, em moto menor ou diferente da sua simplesmente porque você não acha legal se misturar. Que saudade dos jurássicos…

Os valores ainda não foram perdidos totalmente, alguns que tiveram o prazer de conviver com estes jurássicos e beberam diretamente na fonte a essência de ser um motociclista e vão carregar consigo este exemplo e transmitir a seus filhos e amigos que fizerem ao longo do caminho, outros tantos são assim porque são bons de coração, quem sabe juntos não sirvamos de exemplo para quem não conhece ou desvirtua estes valores?

Meu desejo, é que o tempo não extermine o verdadeiro espírito de união, amizade, companheirismo e irmandade que envolve os motociclistas, que abrasados ou não, possamos rodar por estas estradas sentindo que estamos seguros, que não somos unicos e que não estamos sozinhos.

Esse é meu desejo…se o mesmo irá se realizar…não sei…quem sabe apenas descubra quando estiver compartilhando histórias de viagens com meus filhos e netos.

(Autor: Jesus Júnior – Monges MC)

Similar Posts:

One Response to Quais os valores de um motociclista?

  1. […] alguns dias postei uma mensagem aqui no blog falando sobre o que eu acredito ser os valores de um motociclista. Na ocasião, o que me motivou a escrever tal artigo foi o fato de ter presenciado […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Código de Segurança * Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.